28/11/2019 13h03 - Atualizado em 28/11/2019 13h14

Parque Paulo Cesar Vinha sedia 6ª Etapa do Circuito Amador de Surf Capixaba 2019

Nos dias 07 e 08 de dezembro, o Parque Estadual Paulo Cesar Vinha (PEPCV), localizado em Guarapari, será palco da 6ª Etapa do Circuito Amador de Surf Capixaba 2019. O evento, organizado pela Federação de Surf do Espírito Santo (Fesurf), reunirá atletas amadores de diferentes idades nas categorias sub14, sub16, sub18, open, master, g. master, feminino e Freesurf.

O troféu, no formato de uma libélula, remete ao símbolo da unidade de conservação, uma homenagem ao PEPCV. A libélula foi a espécie escolhida para representar o parque porque é um excelente bioindicador da qualidade do meio ambiente, principalmente a qualidade da água.

Exerce ainda a função de controle de outros insetos e serve de alimento para sapos, pássaros, répteis e outros animais. A espécie Telagrion mourei é rara e especial, pois só é encontrada no Espírito Santo. Os pesquisadores registraram essa espécie, endêmica do Estado, na Mata Seca, entre a Lagoa Vermelha e a Lagoa Feia, no PEPCV.

Restinga

O PEPCV protege um dos ecossistemas mais ameaçados da Mata Atlântica: a restinga, que representa um importante remanescente, com aproximadamente 1,5 mil hectares no Estado do Espírito Santo. Na unidade de conservação há uma grande diversidade de ambientes como alagados, lagoas costeiras, dunas e formações vegetais, locais de grande riqueza biológica.

“Ao andar pelas trilhas do parque muitas espécies são avistadas, não deixando dúvidas quanto à qualidade dos corpos d’água aqui existentes. A preservação deste meio ambiente está diretamente ligada às pessoas que lutam pela sua conservação, sendo os surfistas parte deste grupo tão importante e especial”, afirma a gestora do PEPCV Joseany Trarbach.

Os organizadores da 6ª Etapa do Circuito Amador de Surf Capixaba irão realizar, no primeiro dia do evento, uma limpeza na Praia d’Ulé e, após o evento, uma ação de conscientização ambiental relatando o lixo que foi recolhido e a importância de se preservar o meio ambiente.

“A praia d’Ulé é um templo do surf e o apoio do Parque é fundamental porque é uma chancela da parte ambiental que nos coloca aptos a conversarmos de forma correta na conscientização ambiental e preservação da unidade de conservação”, avalia o diretor de Marketing da Fesurf Alex Willians de Souza. Segundo ele, boa parte do lixo no parque chega pelas marés e o maior volume é de lixo industrial.

Informações sobre a 6ª Etapa do Circuito Amador de Surf Capixaba 2019 podem ser obtidas pelo telefone (27) 99713-4635.

Informações à Imprensa:

Assessoria de Comunicação do Iema
Flávia Fernandes / Paulo Sena
(27) 3636-2592 / (27) 99977-1012
meioambiente.es@gmail.com

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard