28/11/2019 16h10

Monumento Natural Serra das Torres promove oficina de interpretação de trilhas para professores

Foto: Iema/Divulgação

Professores dos municípios de Atílio Vivácqua, Muqui e Mimoso do Sul participaram de uma oficina de interpretação de trilhas no Monumento Natural Serra das Torres, na cidade de Atílio Vivácqua, sul do Espírito Santo. O objetivo foi debater relevantes temáticas de interesse social e ambiental com o intuito de beneficiar a comunidade local.

O evento foi promovido pelo Monumento Natural Serra das Torres e ocorreu na Fazenda Oriente, na propriedade de Fernando Machado Caiado. “A oficina de interpretação de trilhas é uma das atividades do projeto Borboletras e foi ministrada para 25 participantes, entre eles moradores do entorno da unidade de conservação. O instrutor foi o educador socioambiental Geraldo Dutra”, explica a agente técnica ambiental do Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema), Janine Scandiani.

O projeto Borboletras foi idealizado pela Gerência de Educação Ambiental do Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema) em parceria com as unidades de conservação. As ações do projeto incluem a realização de oficinas, palestras e outras atividades com o objetivo do despertar da consciência ambiental. A interpretação de trilhas contribui para o aprendizado e construção de valores, pois o contato direto com a natureza direciona o aprendizado para a sensibilização ecológica.

Sensibilização

O objetivo do evento foi trabalhar os conceitos e práticas da interpretação e percepção ambiental de espaços naturais para sensibilização dos participantes quanto à importância cultural e ecológica do Monumento Natural Serra das Torres. “Teremos mais atividades desse cunho, como o workshop de contação de histórias no Monumento Natural Estadual Serra das Torres, na cidade de Muqui”, informa Janine Scandiani.

As atividades ocorrem em parceria com os municípios de Atílio Vivácqua, Muqui e Mimoso do Sul, todos na região sul do Espírito Santo. O Monumento Natural Serra das Torres abrange parte dos três municípios e detém um dos principais remanescentes florestais contínuos do sul do Estado, com beleza cênica das encostas reconhecida pelos seus pães de açúcar e escarpas rochosas serranas.

A unidade de conservação foi criada em 2010, por meio da Lei Estadual Nº 9.463, e abriga elementos de valor histórico, cultural e antropológico de interesse estadual, bem como elementos de grande beleza como o Pico do Farol, Pico da Estrela Dalva, Pedra da Caveira, Pedra Grande, Pedra do Espanta Moleque, Pedra de Santa Maria e Pedra do Peito de Moça.

Informações à Imprensa:

Assessoria de Comunicação do Iema

Flávia Fernandes / Paulo Sena

(27) 3636-2592 / (27) 99977-1012

meioambiente.es@gmail.com

2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard