Governo do Estado do Espírito Santo

Monumento Natural Serra das Torres

O Monumento Natural Estadual Serra das Torres (MONAST) com seus 10.458,90 hectares é a maior Unidade de Conservação da categoria Proteção Integral criada pelo Estado. Como a desapropriação de terras não é obrigatória para Monumentos Naturais, hoje a área é composta integralmente por áreas particulares. O MONAST tem por objetivo geral de criação a preservação de locais naturais raros, singulares ou de grande beleza cênica.

Sua área foi reconhecida como prioritária para a conservação da biodiversidade no Estado (Decreto nº2530-R/2010), sendo localizada nos maciços rochosos entre os municípios de Atílio Vivácqua, Muqui e Mimoso do Sul. Associada ao relevo montanhoso e escarpado está um dos mais relevantes complexos florestais do sul do Espírito Santo. Presença de plantas rupestres e formações florestais montanas e submontanas são os principais aspectos da vegetação encontrada. Estudos da flora já identificaram 201 espécies vegetais, sendo 17 ameaçadas de extinção.

Até agora as pesquisas já identificaram a presença de 20 espécies de peixes, 120 espécies de aves, incluindo 04 ameaçadas de extinção e 17 espécies de mamíferos, como o sagui-da-cara-branca, a jaguatirica,o gato-maracajá,a lontra,a preguiça-de-coleira e outros. Os répteis e anfíbios são os mais pesquisados na UC até agora, já foram encontradas 35 espécies de répteis, algumas delas raras e de pouca ocorrência no Estado. Já para os anfíbios foram registradas 52 espécies, sendo 3 existentes apenas no Espírito Santo e 1 apenas no MONAST.

O nome Serra das Torres é derivado de seu relevo montanhoso, que pode atingir até 1.260 m de altitude, com formação rochosa representada por pontões, "pães de açúcar, escarpas íngrimes e vales profundos, que avistada ao longe lembra uma série de torres perfiladas, entre elas se destaca a Pedra do Farol. Do alto de seus remanescentes florestais e fundos de vale nascem as águas que fazem parte de duas importantes bacias hidrográficas, a do rio Itapemirim e da rio Itabapoana.

A população residente no MONAST é predominantemente de característica rural, sendo a agropecuária a principal atividade. A cafeicultura vem ganhando destaque na produção de cafés especiais, tendo já conseguido o título de melhor café conilon do Brasil pela cidade de Muqui. O patrimônio cultural-histórico está presente principalmente nos casarios coloniais, nas tradicionais festas do Boi-Pintadinho e no Encontro Nacional de Folia de Reis que acontece anualmente com a grande presença de visitantes, que vão assistir as apresentações dos grupos de folia vindos de todo Brasil. O turismo está presente como alternativa de renda, apresentando como maior potencial o turismo rural, o cicloturismo, o ecoturismo e o turismo de aventuras.

DADOS GERAIS

Área: 10.498 ha

Municípios de abragência: Atílio Vivácqua, Mimoso do Sul e Muqui.

Bioma: Mata Atlântica

Formação florestal predominante: Floresta Ombrófila Densa

Criação: Lei Estadual nº 9463/2010

CONTATO E ENDEREÇO

Telefone: (28) 99298-4293

E-mail: monatorres@iema.es.gov.br

Endereço: Rua João Jacinto, nº 231 - Bairro Cruzeiro, Muqui. CEP: 29480-000

ATENDIMENTO

Administrativo e informações gerais: De segunda a sexta de 08h às 17h.

ORIENTAÇÕES PARA UMA VISITAÇÃO DE MÍNIMO IMPACTO

Ao visitar ambientes naturais conheça as regras básicas de comportamento através do Guia de Conduta Consciente em Ambientes Naturais

Durante sua visita lembre-se:

  • Respire o ar puro.
  • Fotografe as belezas naturais.
  • Ouça o som do vento e dos animais.
  • Ajude na proteção da natureza:
    • NÃO JOGUE LIXO
    • NÃO FAÇA PICHAÇÕES
    • NÃO COLETE, DEIXE TUDO COMO ENCONTROU
    • DESLIGUE AS CAIXAS DE SOM

A NATUREZA AGRADECE!

ATENÇÃO! É expressamente proibida a prática de motocross nas trilhas do Monuento Natural Serra das Torres. Infratores sofrerão as penalidades previstas em lei.

ATRATIVOS

O Monumento Natural Serra das Torres é formado por propriedades particulares, portanto antes de qualquer visita é necessário informar os proprietários. Os atrativos abertos atualmente para visitação são:

  • Circuito de Cicloturismo: conjunto de rotas para a prática de ciclismo com serviços e pontos turísticos. Acesse o guia: Guia de Cicloturismo de Serra das Torres
  • Pico da Pedra Estrela Dalva: um dos mais bonitos mirantes naturais da região, o pico pode ser alcançado por trilha a pé partindo da comunidade do Farol no distrito de São José das Torres (acesso BR 101 sul - Km 439) no município de Mimoso do Sul. A trilha possui 8,23 km(ida e volta) partindo dos 847 metros de altitude até o topo de 1191 metros de altitude. A comunidade oferece o serviço de guia e alimentação.
  • Pico da Pedra de Santa Maria: é o ponto mais alto do MONAST com 1.243 metros de altitude. É acessível por trilha a pé pela localidade de Candura no município de Muqui. A trilha possui 2,25 km (ida e volta) com aclive de 597 metros.
  • Pedra da Caveira: localizada no município de Atílio Vivacqua, o acesso é feito pela Fazenda Oriente, no vale do Moitão do Sul. É possível acessar o topo de 562 metros de altitude e a caverna localizada no alto da rocha, por via de escalada ou trilha. A trilha possui 3,45 km de ida e volta com 431 metros de subida. 
  • Poços Candura: poços naturais para banho no rio Candura, localizado na região de mesmo nome no município de Muqui.
  • Pedra do Farol: localizado na comunidade do Farol, distrito de São José das Torres, a pedra é uma das rochas em forma de torre que dá nome ao Monumento Natural. De uma beleza exuberante, é possível observá-la bem de perto através de uma caminhada pela estrada de acesso à comunidade homônoma. Seu topo é acesível somente por via de escalada.
  • Festival Nacional de Folia de Reis: na cidade de Muqui todo mês de agosto desde 1950 acontece o Festival Nacional de Folia de Reis. Grupos de folia de todo Brasil tomam as ruas do sítio histórico promovendo o fortalecimento e difusão desta cultura popular. O fesival é acompanhado de uma grande confraternização entre vistantes, brincantes e moradores em meio às barraquinhas de comidas regionais e bebidas.
  • Festival de Cervejas Artesanais de Muqui: realizado em agosto o festival recebe diversos fabricantes de cervejas artesanais, além de pratos da gastronomia local e de outro Estados. O evento conta ainda com apresentação de bandas, realização de cursos, palestras e workshops.

COMO CHEGAR

Tópicos:
monumento, natural, serra, torres
2015 / Desenvolvido pelo PRODEST utilizando o software livre Orchard